Arquivo da tag: talento

Algumas palavras sobre o design atual. Ou: “Fique com o cardume.”

Faz um tempinho que alguém me pediu para escrever um texto sobre o design da atualidade. Não lembro bem se era para um site ou algum trabalho acadêmico. O fato é que resolvi compartilhar abaixo, com vocês, minha opinião sobre o assunto:

Nunca sei ao certo o que dizer sobre “atualidade”. Na minha opinião, a tendência, aquilo que está “na moda”, é o que costumamos definir por atualidade. E ela é cíclica e autofágica, pois se alimenta de si mesma.

Sempre que penso sobre isso, a imagem que me vem a mente é a de um imenso cardume de peixes nadando em círculos. Daqueles que costumamos ver nos documentários da NatGeo ou do Discovery. Eles nadam, nadam e sempre voltam ao mesmo lugar. Quando um deles vê algo novo ou pressente o perigo se aproximando, muda de rumo. O resto do cardume, mesmo sem saber exatamente o motivo, acaba seguindo. Acho que o instinto de sobrevivência acaba falando mais alto.

O bom design, aquele que realmente vale a pena cultuar e deve ser reverenciado, este é atemporal. Foi e sempre será bom, independentemente da época e da tendência atual. Sérgio Rodrigues criou a poltrona Mole em 1957 e o projeto ainda é atual. Van Der Rohe e a Barcelona estão em alta desde 1929. Niemeyer está aí, insistentemente, até hoje.

O ponto onde quero chegar é o seguinte: para se perpetuar, para ficar na memória das pessoas, é preciso ser arrojado, diferente e ter consistência. Muita consistência. Se for para nadar com o cardume, que seja na frente.

Anúncios

Ilustração de primeira

nestorjr_mulher

Esses dias, fuçando nos contatos dos meus contatos do Flickr, encontrei um trabalho que me chamou muito a atenção. Primeiro, pelo fato de não serem fotos e sim ilustrações, depois por descobrir que o artista é daqui de Blumenau.

Quem acredita que santo de casa não faz milagre quebra a cara quando conhece o trabalho do Nestor Jr.

Belíssimas ilustrações, criativas e bem finalizadas enchem a sua galeria do Flickr. O trabalho dele me remeteu a uma mistura interessante, e inusitada, de Klimt com grafite: clássico e contemporâneo ao mesmo tempo.

Vale acompanhar o seu trabalho e ver até onde este talentoso blumenauense vai chegar. Pelo visto vai longe, muito longe.