Arquivo da tag: flickr

Mais do mesmo

Posso dizer que a fotografia é uma parte muito importante da minha vida. Seja pelo meu trabalho ou como forma de lazer, quando pego a maquininha e saio por aí clicando qualquer coisa que atravesse na minha frente.

Como gosto do assunto, obviamente passo muitas horas pesquisando sobre fotografia na internet e fuçando em galerias do Flickr e DeviantArt. Durante estas navegações exploratórias, acabei me dando conta de que muitos fotógrafos (amadores, como eu, claro!) acabam repetindo fórmulas na hora de fazer uma foto. Seja pelo padrão estético, pelo ângulo de câmera, tema, composição… parece sempre a mesma imagem, só que com outro personagem.

Vejam só: não estou jogando pedra no telhado de ninguém! Até porquê eu me incluo neste grupo de traídos pela memória.

Acredito que somos aquilo que consumimos. Seja comida ou conteúdo! Quem gosta de fotografia, mais cedo ou mais tarde, acaba indo parar no Flickr. Não existe quem não tenha amigos com imensas galerias pessoais no Orkut ou Facebook. Todos bebem da mesma fonte… e acabam criando um repertório de conteúdo muito parecido com o de várias outras pessoas.

O resultado disso? Basta colocar uma tag qualquer no Explorar do Flickr, para ver um festival de imagens repetidas feitas por fotógrafos diferentes.

Portanto, na próxima vez que você for fazer uma foto: pare, pense e desista! Desista da primeira idéia, pois ela provavelmente será óbvia demais, e parta logo para uma outra… diferente!

Abaixo, vão alguns exemplos de temas que pesquisei aleatoriamente e fiz algumas colagens. Reparem bem, que estou lá no meio em quase todas elas!


Tag pesquisada: “egoshot”.

temas_repetidos_egoshot


Tag pesquisada: “espelho”.

temas_repetidos_espelho


Tag pesquisada: “pés”.

temas_repetidos_pes


Tag pesquisada: “retrovisor”.

temas_repetidos_retrovisor


Tag pesquisada: “varal”.

temas_repetidos_varal

Anúncios

Tutorial multi poser

AllysonCorreia_MultiPoser_01

Recentemente, esta foto minha foi utilizada como exemplo para discussão de uma técnica em uma comunidade do Orkut (Nikon D60 Brasil). Achei muito legal ver as pessoas curiosas sobre como a foto foi feita e cada participante da comunidade com a sua teoria, etc.

Atendendo ao pedido do Carlos Henrique, acabei escrevendo uma explicação bem simples de como funciona o processo para fazer um multi poser. Estou publicando aqui a resposta que mandei para ele por e-mail. Na verdade é muito fácil… mas precisa ter bastante paciência e um certo domínio de manipulação digital de imagens.

Equipamento necessário:

Câmera – qualquer uma com timer disparador ou controle remoto serve;
Tripé;
Programa para manipulação – Photoshop, PhotoPaint, Gimp ou similar.

Mãos na massa:

1) Encontre um lugar onde você quer fazer a foto e pense nas possíveis situações que você pode criar ali. Exemplo: em pé na janela, dormindo, lendo um livro, vendo TV, etc. Estas situações devem se SOBREPOR umas às outras O MÍNIMO POSSÍVEL. Isto vai facilitar bastante na hora da manipulação digital.

2) Controle ao máximo as condições de luz, se não as imagens ficarão muito diferentes entre si e o resultado final irá parecer falso.

3) Coloque a máquina no tripé e faça todos os ajustes necessários para uma boa foto. Trabalho com o maior valor de abertura de diafragma que a situação de luz permitir (f/22 para cima) para ter o máximo de profundidade de campo. Se puder evitar o uso de flash, melhor. Faça um primeiro clique “teste” e confira o resultado. Caso esteja tudo certo, NÃO ALTERE MAIS ESTAS CONFIGURAÇÕES.

4) Acione o timer e corra para a pose. Dá um certo corre-corre mas vale a pena. Ter um irmão caçula ou pedir para a namorada apertar o botão ajuda… Caso contrário, vá em frente e faça a captura de todas as situações.

5) Leve as imagens escolhidas para o Photoshop (vou usar este programa como exemplo) e coloque todas as imagens, alinhadas, em um único arquivo com várias camadas. Existe um comando “Load Files Into a Stack” que faz isso automaticamente, mas dá para fazer manualmente mesmo.

6) A partir daí, basta você trabalhar máscaras em cada camada, revelando nelas apenas a situação desejada e descartando todas as demais informações. ATENÇÃO: Uma destas camadas deverá ser eleita a “base” e somente ela revelará todo o cenário.

7) Quando chegar ao resultado desejado, achate a imagem, publique no Flickr e aguarde os comentários!

Espero ter ajudado e esclarecido um pouco sobre esta técnica. Torço para que dê tudo certo.

Caso tenham alguma dúvida, podem entrar em contato por aqui mesmo ou pelo meu Flickr.

Grande abraço e bons cliques!

People & Toys

Acho que a falta de tempo e a correria do dia-a-dia não são exclusividades minhas. Todos passamos por estes problemas. Mas isso não serve de desculpa para não tirarmos um tempinho para fazer as coisas que realmente gostamos.

people&toys_rafael

Esta semana, estava de bobeira na agência e, durante a hora do almoço, resolvi criar um mini-projeto. Começou totalmente por acaso e acabou se transformando em algo mais que um exercício criativo.

Saí fotografando meus colegas de trabalho e os brinquedos que cada um deixa em sua mesa. Tudo com uma linguagem que beira o surrealismo… parece quase um sonho.

Ainda não está terminado, mas já dá para espiar no Flickr como está ficando. O nome do álbum é People & Toys. Espero que gostem.

Flickr aditivado

flickr_logo_peq

Quanto mais eu uso o Flickr, mais fico espantado com a quantidade de ferramentas e possibilidades que ele nos oferece. Alguns preferem se ater ao básico: fazer o upload, mandar o link para os amigos e família e deu. Ficam por aí. Tudo depende da necessidade do usuário. Eu vejo como uma tremenda ferramenta de pesquisa para idéias, conceitos, linguagens e uma excelente fonte de informação sobre fotografia.

Existem algumas ferramentas que podem te ajudar a extrair mais do site. Dá uma olhada:


flickr_multicolr

Multicolr Search Lab – Desenvolvido pela Idée Labs, esta ferramenta permite pesquisar imagens dentro do Flickr através de similaridade de cores. É possível selecionar até dez tonalidades de cores diferentes na paleta do site para que a pesquisa seja iniciada ou alterada. Você pode até adicionar a mesma cor várias vezes, para que esta tonalidade se sobressaia em relação as outras. Clicando em uma das imagens do resultado da pesquisa, você irá diretamente para a página do autor.


flickr_compfight

Compfight – Tags são muito importantes. A maioria das pessoas não se dá ao trabalho de adicioná-las aos arquivos. É uma pena, pois elas aumentam seus views a disponibilizam sua imagem para pesquisas em sites de busca, no próprio Flickr ou em ferramentas específicas como o Compfight. Nele você pesquisa imagens por temas, através de tags. Basta digitar um tema e o resultado aparece. No exemplo acima, digitei a tag “blumenau”.


flickr_river

FlickrRiver – Semelhante ao Compfight. A diferença é que nele, além das tags, é possível pesquisar por usuário, por grupos ou ainda temas genéricos. É legal para navegar de uma forma dinâmica entre temas específicos.


flickr_geotags

Geotags – Quem não usa, deveria pelo menos tentar. Quando se posta uma foto, tem uma opção que se chama “Adicionar a seu mapa“. Lá você marca uma referência geográfica, que fica indexada ao arquivo. Algumas câmeras mais novas já fazem isso automaticamente, mas a maioria tem que adicionar na mão mesmo. Isso facilita bastante na hora de procurar fotos de uma determinada região, mas sem ser necessariamente uma foto da cidade. Exemplo: posso pesquisar sobre fotos que foram tiradas em Londres, mas não da cidade em si, que não possuam a tag “Londres/London”.


Faça alguns testes! Pesquise e extraia o máximo possível do Flickr. Você vai se impressionar com os resultados.